Invenção

por Fabio Hernandez Caires Santana

A poesia me induzia a rimar
palavras com o que eu sentia.
Excedi à fantasia e errei,

exagerei.

Rimei qualquer palavra esparsa.
Inventei tamanha farsa
de tudo que nem vi, nem senti.

E assim no meio dessa mentira
percebi que a poesia
era mais do que eu escrevia,

era falar sobre tudo aquilo que não vivi
mas que na minha invenção, viveria.

Anúncios